Social Trabalho

Produtos deste tema

Emprego Formal em Goiás - 2016 - Janeiro/2018

A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) é um registro administrativo, de periodicidade anual, criada com a finalidade de suprir as necessidades de controle, de estatísticas e de informações às entidades governamentais da área social. É de fundamental importância para o acompanhamento e a caracterização do mercado de trabalho formal.

Emprego Formal em Goiás - 2015 - Abril/2017

A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) é um registro administrativo, de periodicidade anual, criada com a finalidade de suprir as necessidades de controle, de estatísticas e de informações às entidades governamentais da área social. É de fundamental importância para o acompanhamento e a caracterização do mercado de trabalho formal.

Desemprego e probabilidade de inserção ocupacional no período de 2011 a 2014 em Goiás - Maio/2016

Este estudo tem como objetivo analisar a chance e a probabilidade de desemprego de acordo com as características do indivíduo como idade, genêro, cor, educação, área que reside, posição na família e se possui renda que não provém do trabalho. Os dados utilizados foram os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) entre 2011 e 2014.

Emprego Formal em Goiás - 2014 - Janeiro/2016

Este estudo apresenta os principais resultados do comportamento do emprego formal e da remuneração média entre os anos de 2013 e 2014, abrangendo todos os vínculos formais (celetistas, estatutários, temporários, avulsos, entre outros), desagregados em nível setorial, geográfico, segundo gênero, grau de instrução e porte dos estabelecimentos, com o objetivo de monitorar a evolução desses indicadores no estado de Goiás.

Análise das Unidades de Desenvolvimento Humano da Região Metropolitana de Goiânia pelo IDHM – 2000 e 2010 - Dezembro/2015

O estudo tem por objetivo avaliar as transformações e o desenvolvimento humano ocorrido, entre os anos de 2000 e 2010, na Região Metropolitana de Goiânia, por meio da análise das 256 Unidades de Desenvolvimento Humano (UDHs). Isso foi possível com a publicação do Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) em nível intramunicipal. O índice foi analisado em suas três dimensões (Longevidade, Renda e Educação), e a partir dos resultados de 2010, em três grupos de desenvolvimento (Médio, Alto, Muito Alto). Destaca-se a dimensão Longevidade que apresentou os melhores resultados: 75% das UDHs com IDHM Muito Alto. No entanto, apesar de todas as melhoras observadas, a educação continua a ser um grande desafio para o desenvolvimento humano da RMG. Esta é a única dimensão que, ainda em 2010, apresentou UDHs nas faixas Muito Baixo (2) e Baixo (37).

Segregação ocupacional por gênero e cor em Goiás no período de 2011 a 2013 - Setembro/2015

O trabalho tem como objetivo principal verificar a segregação no mercado de trabalho goiano por gênero e cor por meio da aplicação do Índice Duncan & Duncan, além de apresentar o perfil dos trabalhadores goianos em relação à idade, escolaridade, segmento de ocupação, faixa de idade que começou a trabalhar, tipo de família e distribuição do rendimento hora por grupos ocupacionais. Utilizou-se microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio para o período de 2011, 2012 e 2013.

Características do Emprego Formal em Goiás 2013 - Janeiro/2015

Este estudo apresenta os principais resultados do comportamento do emprego formal e da remuneração média entre os anos de 2012 e 2013, abrangendo todos os vínculos formais (celetistas, estatutários, temporários, avulsos, entre outros), desagregados em nível setorial, geográfico, segundo gênero, grau de instrução e porte dos estabelecimentos, com o objetivo de monitorar a evolução desses indicadores no estado de Goiás.

A Desigualdade de Rendimentos em Goiás - Novembro/2014

O trabalho tem por objetivo analisar empiricamente como os rendimentos do trabalhador goiano são influenciados por variáveis como: idade, idade que começou a trabalhar, educação, formas de inserção, filiação sindical, contribuição à previdência e ocupação. Para tal propósito utilizou-se o modelo de regressão quantílica e microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2003, 2006, 2009 e 2012.

Características do Emprego Formal em Goiás 2012 - Fevereiro/2014

Este estudo apresenta os principais resultados do comportamento do emprego formal e da remuneração média entre os anos de 2010 e 2012, abrangendo todos os vínculos formais (celetistas, estatutários, temporários, avulsos, entre outros), desagregados em nível setorial, geográfico, segundo gênero, grau de instrução e porte dos estabelecimentos, com o objetivo de monitorar a evolução desses indicadores no estado de Goiás.

Evolução da Produtividade do Trabalho em Goiás - 2002 - 2010 - Maio/2013

O presente estudo pretende-se construir e analisar a produtividade do trabalho e distribuição da produção e do emprego das principais atividades econômicas do estado de Goiás.

Características do Emprego Formal no Estado de Goiás Segundo a Relação Anual de Informações Sociais 2011 - Janeiro/2013

Este trabalho pretende apresentar os principais resultados do comportamento do emprego formal e da remuneração média dos trabalhadores goianos entre os anos de 2010 e 2011, abrangendo todos os vínculos formais (celetistas, estatutários, temporários, avulsos, entre outros), desagregados em nível setorial, geográfico, segundo gênero, grau de instrução e porte dos estabelecimentos, com o objetivo de monitorar a evolução desses indicadores no estado de Goiás.

Goiás em Dados

Conjunto de informações socioeconômicas do Estado de Goiás agrupadas em séries históricas que permite a análise da dinâmica econômica com as transformações espaciais produzidas pelos impactos demográficos, econômicos, socioculturais e financeiros.

Estatísticas Básicas

Documento com estatísticas detalhadas sobre Goiás divulgadas quadrimestralmente. Compõe a revista Economia & Desenvolvimento como encarte, quando esta é editada.

Estado de Goiás no Contexto Nacional

Documento que mostra a performance do Estado de Goiás no cenário nacional em diversos indicadores. Composto por diversas tabelas com informações ranqueadas segundo as unidades da federação compara, em quase todos os indicadores, o ano 2000 com o último ano disponível.

Regiões de Planejamento

Publicação com informações estatísticas socioeconômicas relevantes agrupadas por regiões de planejamento, de forma a contribuir para a definição de políticas de desenvolvimento.

IDM - Índice de Desempenho dos Municípios

Compare municípios e seus indicadores O Índice de Desempenho dos Municípios - IDM é uma medida sintética de parte do contexto socioeconômico dos municípios em seis áreas de atuação: Economia, Educação, Infraestrutura, Saúde, Segurança e Trabalho. São ao todo 37 variáveis selecionadas para conferir o desempenho dos municípios goianos. O objetivo do índice é facilitar o diagnóstico e a comparação do desempenho dos municípios, bem como avaliar os resultados e subsidiar o planejamento das ações dos governos ao longo do tempo. Houve alteração metodológica na terceira edição do índice (2016), na qual foram acrescentadas três variáveis. Ainda assim, as publicações anteriores podem ser consultadas abaixo em sua forma original. A nova metodologia foi replicada para os anos anteriores com o intuito de se manter a série histórica do índice. O IDM tem periodicidade bianual. Clique aqui para acessar os indicadores do IDM de cada edição no Banco de Dados Estattísticos (BDE)

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.