Publicações Publicações

Arrecadação de Goiás em 2017 cresce em relação a 2016

Categoria Pai: Análises Conjunturais
Categoria: Arrecadação Tributária

Arrecadação tributária apresenta queda de 2,33% no primeiro semestre de 2017

Categoria Pai: Análises Conjunturais
Categoria: Arrecadação Tributária

Arrecadação de 2016 de Goiás retorna ao nível de 2014

Categoria Pai: Análises Conjunturais
Categoria: Arrecadação Tributária

Arrecadação tributária de Goiás cresce 1,2% no primeiro semestre de 2016

Categoria Pai: Análises Conjunturais
Categoria: Arrecadação Tributária

A arrecadação tributária apresenta queda de 1,42% em 2015

Categoria Pai: Análises Conjunturais
Categoria: Arrecadação Tributária

Arrecadação tributária cresce 0,27% no primeiro semestre de 2015

Categoria Pai: Análises Conjunturais
Categoria: Arrecadação Tributária

Statistics for the State of Goias, published quarterly, as an attachment in the magazine Economy and Development, edited and published by SEGPLAN/IMB.

O Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB) apresenta à sociedade goiana e brasileira a Coletânea do Planejamento em Goiás. Os planos de governo de todos os governadores goianos a partir de Mauro Borges encontram-se dispostos nos links abaixo. Em cada aba se encontra uma breve explanação sobre a vida e carreira política de cada governador. A seguir estão os links de acesso para a apresentação do referido plano de governo, sempre escrita por alguém com alguma relação direta com o governo, seja um estudioso, um técnico que participou do governo ou mesmo o próprio governador. Cada link dentro das abas se refere a um volume do plano e, em alguns casos, há “outros documentos” que se relacionam diretamente ao planejamento estatal. Sejam bem-vindos à Coletânea do Planejamento em Goiás!

Documento que mostra a performance do Estado de Goiás no cenário nacional em diversos indicadores. Composto por diversas tabelas com informações ranqueadas segundo as unidades da federação compara, em quase todos os indicadores, o ano 2000 com o último ano disponível.

Documento com estatísticas detalhadas sobre Goiás divulgadas quadrimestralmente.
Compõe a revista Economia & Desenvolvimento como encarte, quando esta é editada.

Estudos realizados por técnicos do IMB, inclusive em parceria com outras instituições, sem periodicidade, tendo como propósito aprofundar o conhecimento sobre o Estado de Goiás, predominantemente em temas socioeconômicos.

Visão geral sobre o estado de Goiás referentes a seus aspectos físicos, econômicos e socias.

Conjunto de informações socioeconômicas do Estado de Goiás agrupadas em séries históricas que permite a análise da dinâmica econômica com as transformações espaciais produzidas pelos impactos demográficos, econômicos, socioculturais e financeiros.

O Índice de Desempenho dos Municípios - IDM é uma medida sintética de parte do contexto socioeconômico dos municípios em seis áreas de atuação: Economia, Educação, Infraestrutura, Saúde, Segurança e Trabalho. São ao todo 37 variáveis selecionadas para conferir o desempenho dos municípios goianos.

O objetivo do índice é facilitar o diagnóstico e a comparação do desempenho dos municípios, bem como avaliar os resultados e subsidiar o planejamento das ações dos governos ao longo do tempo. Houve alteração metodológica na terceira edição do índice (2016), na qual foram acrescentadas três variáveis. Ainda assim, as publicações anteriores podem ser consultadas abaixo em sua forma original. A nova metodologia foi replicada para os anos anteriores com o intuito de se manter a série histórica do índice. O IDM tem periodicidade bianual.

Clique aqui para acessar os indicadores do IDM de cada edição no Banco de Dados Estattísticos (BDE)

O Índice Goiano de Longevidade – IGL tem a finalidade de auxiliar na identificação das cidades goianas que proporcionam melhores condições de vida e, consequentemente, maior longevidade para sua população.

A Secretaria de Estado da Economia, através do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, calcula e divulga mensalmente o Índice de Preços ao Consumidor - IPC Goiânia para famílias com rendimentos de 1 a 5 salários mínimos.

O índice da inflação é obtido através da comparação dos preços médios dos produtos e serviços pesquisados do primeiro ao último dia útil do mês, com os preços coletados no mesmo período do mês anterior.

Para o cálculo das variações mensais, são pesquisados 205 produtos/serviços que são distribuídos em 9 grupos de despesas: Alimentação, Habitação, Artigos Residenciais, Despesas Pessoais, Saúde e Cuidados Pessoais, Vestuário, Transportes, Educação e Comunicação.

A estrutura de ponderação para o cálculo do IPC/Goiânia é definida com base na Pesquisa de Orçamento Familiares (POF), realizada pelo IBGE em convênio com a SEGPLAN. A partir do mês de janeiro de 2006 o IPC passou a ser calculado com base na nova estrutura determinada pela POF 2002/2003, incorporando, portanto, mudança na ponderação, assim como, na quantidade de produtos pesquisados.

CONCEITOS

Ponderação:  

- Peso de cada produto/serviço na despesa total das famílias com renda entre 1 e 5 salários mínimos.

Contribuição:  

- Parcela com que cada produto/serviço contribui no índice geral.

Índice de Vulnerabilidade Juvenil – IVJ é uma medida que busca avaliar as condições de vida em que se desenvolvem e adentram à vida adulta os jovens em cada um dos 246 municípios goianos além de fazer uma análise mais aprofundada da Região Metropolitana de Goiânia e do Entorno do Distrito Federal.

Como se trata de indicador calculado com dados censitários, sua atualização ocorrerá somente quando disponibilizados os dados do Censo Demográfico de 2020.

Conjunto de dados e informações que permitem conhecer a realidade econômica e social dos municípios goianos.

Os Informes Técnicos que o IMB passa a disponibilizar são textos onde serão apresentadas, de maneira objetiva e clara, informações, análises e estatísticas sobre assuntos de interesse de seus usuários em geral. Tratam-se de textos breves de rápida elaboração cujo propósito é a leitura ágil sobre temas socioeconômicos tendo sempre o estado de Goiás como foco.

Os Informes Técnicos que o SIEG passa a disponibilizar são textos onde serão apresentadas, de maneira objetiva e clara, informações, análises e estatísticas sobre assuntos de interesse de seus usuários em geral. Tratam-se de textos breves de rápida elaboração cujo propósito é a leitura ágil sobre temas socioeconômicos tendo sempre o estado de Goiás como foco.

Relatório(s) de Monitoramento do Plano Estadual de Educação de Goiás.

O processo seletivo  convidar por meio de editais, pesquisadores para colaborarem em  estudos e projetos do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos.

O Produto Interno Bruto (PIB) são estatísticas cujo cálculo é realizado através de parceria Economia/IMB/IBGE. Apresentam valores consolidados até o ano de 2015 para o PIB do Estado de Goiás e para o PIB dos Municípios Goianos. Já o PIB Trimestral do Estado de Goiás apresenta cálculos do último trimestre do ano corrente/atual.

Projeção populacional elaborada pelo método das componentes demográficas, para os anos de 2011 a 2020, por sexo e idade simples, considerando os 246 municípios vigentes em 2010 no estado de Goiás.

Publicação com informações estatísticas socioeconômicas relevantes agrupadas por regiões de planejamento, de forma a contribuir para a definição de políticas de desenvolvimento.

A Síntese de Indicadores Socioeconômicos mostra os principais indicadores socioecomicos do Estado de Goiás e do Brasil, em forma de tabelas e gráficos.

O objetivo deste é de publicar textos com análises sobre o desenvolvimento regional, políticas públicas, geoinformações e outros temas que se relacionem ao estado de Goiás, com vistas a subsidiar o debate técnico-científico. Sem periodicidade definida.

 A autoria não necessariamente tem a obrigatoriedade de ter participação de um técnico do IMB, portanto, são bem-vindas as submissões de autores externos. Vale ressaltar que o processo de avaliação passará pela revisão às cegas.

Envie seu artigo para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com o assunto: Texto para discussão (até 25 páginas, espaçamento 1,5, fonte 12, arial).

Os Índices de Preços, calculado pelo IMB e por instituições nacionais de estatística, são usados para observar tendências de inflação, bem como realizar atualização de valores.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.