Setor de Serviços em Goiás varia 0,6% em fevereiro

De acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PMS-IBGE) em fevereiro de 2018, o volume do setor de serviços em Goiás avançou 0,6% na comparação com o mês imediatamente anterior, série ajustada sazonalmente. Regionalmente, 15 dos 27 estados assinalaram avanço no volume em fevereiro de 2018, acompanhando a variação positiva observada no Brasil (0,1%). São Paulo, que representa cerca de 43% de todo o volume de serviços gerado no Brasil, mostrou variação nula (0,0%) em fevereiro de 2018. Entre os locais que apontaram os maiores resultados positivos nesse mês, destaca-se: Roraima (11,7%), Tocantins (5,7%) e Acre (4,9%). Em contrapartida, as principais taxas negativas vieram do Ceará (-16,8%) e da Bahia (-9,0%), conforme Gráfico 1.

 

Em relação ao desempenho do setor de Serviços quanto ao volume, em fevereiro de 2018 Goiás recuou 2,4% em comparação a fevereiro de 2017, e, regionalmente, 22 das 27 Unidades da Federação apresentaram taxas negativas, com destaque para Ceará (-12,7%), Rio Grande do Norte (-10,3%) e Alagoas (-9,5%). De outro lado, com taxas positivas, as maiores variações ocorreram em Roraima (3,3%) e no Paraná (2,7%), como aponta o Gráfico 2.

 

A retração de 2,4% no volume de serviços em Goiás na passagem de janeiro para fevereiro de 2018 teve como contribuição quatro das cinco atividades divulgadas. Entre estas atividades, Serviços de Informação e comunicação (-6,5%), Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-5,5%) foram as que mais impactaram negativamente o índice global. Por outro lado, Serviços profissionais, administrativos e complementares (7,3%) foi a única atividade a apresentar resultado positivo. No Brasil, o volume de serviços registrou redução de -2,2% em fevereiro/18, com queda nos segmentos de Serviços prestados às Famílias (-5,2%), Serviços de Informação e comunicação (-4,9%), Serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,6%); em direção oposta, Outros Serviços (+1,5%), Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (+0,6%) apresentaram resultados positivos (Tabela 1).

 

Em termos de receita nominal de serviços, na comparação interanual o setor apresentou variação de +1,0% em Goiás, cabendo destacar os segmentos de Serviços profissionais, administrativos e complementares (+7,9%) e de Outros serviços (+2,9%). O ramo de Serviços de Serviços de Informação e comunicação (-6,1%) apresentou a queda mais acentuada (Tabela 2).


 

 

Tabela 1- Volume de serviços – Brasil e Goiás variação percentual (%) - fevereiro de 2018

 

Interanual*

Acumulada no ano*

Acumulada em 12 meses*

Brasil

 

 

 

Total

-2,2

-1,8

-2,4

1. Serviços prestados às famílias

-5,2

-4,0

-0,8

2. Serviços de informação e comunicação

-4,9

-4,9

-2,8

3. Serviços profissionais, administrativos e complementares

-1,6

-2,6

-6,3

4. Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

0,6

2,2

3,2

5. Outros serviços

1,5

1,6

-7,7

Atividades Turísticas

-5,3

-2,4

-5,5

 

 

 

 

Goiás

 

 

 

Total

-2,4

-0,6

-2,6

1. Serviços prestados às famílias

-0,8

2,6

11,7

2. Serviços de informação e comunicação

-6,5

-5,9

-13,1

3. Serviços profissionais, administrativos e complementares

7,3

7,4

3,2

4. Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

-5,5

-0,5

-1,5

5. Outros serviços

-1,8

-4,8

-2,3

Atividades Turísticas

-1,9

2,1

9,0

Fonte: IBGE - Pesquisa Mensal de Serviços

Elaboração: Instituto Mauro Borges/Segplan-GO/Gerência de Contas Regionais e Indicadores – 2018.

* Base: igual período do ano anterior

 

 

 

 

Tabela 2- Receita de serviços – Brasil e Goiás Variação percentual (%) - fevereiro de 2018

 

Interanual*

Acumulada no ano*

Acumulada em 12 meses*

Brasil

 

 

 

Total

0,3

0,6

2,4

1. Serviços prestados às famílias

-3,2

-2,5

2,5

2. Serviços de informação e comunicação

-5,2

-4,9

-1,3

3. Serviços profissionais, administrativos e complementares

1,9

0,9

-0,5

4. Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

4,2

5,5

9,0

5. Outros serviços

5,9

5,9

-1,6

Atividades Turísticas

-0,4

1,1

4,6

 

 

 

 

Goiás

 

 

 

Total

1,0

2,3

2,1

1. Serviços prestados às famílias

1,4

5,1

10,9

2. Serviços de informação e comunicação

-6,1

-5,2

-10,9

3. Serviços profissionais, administrativos e complementares

7,9

8,1

9,7

4. Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

2,3

5,4

3,5

5. Outros serviços

2,9

-0,3

3,2

Atividades Turísticas

2,3

5,6

14,6

Fonte: IBGE - Pesquisa Mensal de Serviços

Elaboração: Instituto Mauro Borges/Segplan-GO/Gerência de Contas Regionais e Indicadores – 2018.

* Base: igual período do ano anterior


 


















Equipe de Conjuntura do IMB:

Dinamar Maria Ferreira Marques

Jalda Claudino

Welington José de Souza Filho

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.