Estabilidade do saldo total das operações de crédito em Goiás no terceiro trimestre de 2017

A expectativa de elevação do patamar do saldo total das operações de crédito de Goiás após o crescimento apresentado no final do segundo trimestre de 2017 não se confirmou no trimestre subsequente. O terceiro trimestre de 2017 foi caracterizado pelo retorno ao patamar anterior, partindo de R$ 111,5 bilhões em junho para R$ 110,6 bilhões em setembro de 2017, isto é, uma variação negativa de 0,87%. Por outro lado, no acumulado do ano o saldo total de operações de crédito apresentou crescimento de 0,19%, o que demonstra comportamento estável (Gráfico 1).

Apesar da relativa estabilidade do saldo total, os dois principais componentes do crédito apresentaram comportamentos contrários. Enquanto o saldo das operações de crédito destinadas às pessoas físicas apresentaram crescimento, o saldo das operações destinadas às pessoas jurídicas apresentaram diminuição. De janeiro a setembro as operações às pessoas físicas elevaram-se de R$ 71,6 bilhões para R$ 73,3 bilhões, enquanto que o saldo das operações às pessoas jurídicas decresceram de R$ 40,9 bilhões para R$ 37,3 bilhões. Em comparação ao terceiro trimestre de 2016, o saldo das operações às pessoas físicas apresentou variação positiva de 4,7%, enquanto que o saldo das operações às pessoas jurídicas apresentou variação negativa de 8,8% (Tabela 1).

A inadimplência das operações de crédito em Goiás apresentou relativa estabilidade ao longo de 2017, mantendo-se por volta de 4% do total das operações. Todavia, apresentou comportamento distinto entre as operações às pessoas físicas e jurídicas. Enquanto que a inadimplência das operações às pessoas físicas apresentaram queda, passando de 3,7% em janeiro para 3,35% em setembro, a inadimplência das operações às pessoas jurídicas ampliaram de 4,72% em janeiro para 5,36% em setembro de 2017. Em comparação ao terceiro trimestre de 2016, a inadimplência das operações de pessoas físicas apresentou queda de 17%, enquanto que a inadimplência das operações de pessoas jurídicas apresentou elevação de 23,8% (Tabela 2).

 

 

 

 

 

Tabela 1 -  Goiás - Saldo das operações de crédito e variação percentual em relação ao respectivo mês do ano anterior por sujeito de direito

Mês/Ano

Saldo das Operações de Crédito (R$ bilhões)

Variação em relação ao mês do ano anterior (%)

Pessoas Físicas

Pessoas Jurídicas

Total

Pessoas Físicas

Pessoas Jurídicas

Total

set/16

69,99

40,86

110,85

-3,1

-15,9

-8,2

out/16

69,73

40,17

109,90

-3,0

-15,7

-8,0

nov/16

70,31

39,57

109,88

-2,4

-16,5

-8,0

dez/16

71,03

39,52

110,55

-1,7

-15,8

-7,3

jan/17

71,63

38,74

110,37

-0,3

-14,9

-5,9

fev/17

71,70

38,66

110,36

0,4

-13,5

-5,0

mar/17

72,03

38,60

110,63

1,3

-11,9

-3,7

abr/17

72,36

37,99

110,35

2,2

-13,1

-3,6

mai/17

72,65

37,70

110,35

3,3

-13,0

-2,9

jun/17

73,37

38,16

111,54

4,1

-10,6

-1,4

jul/17

73,15

37,63

110,78

4,3

-10,2

-1,2

ago/17

73,48

37,52

111,00

5,0

-8,9

-0,2

set/17

73,30

37,27

110,57

4,7

-8,8

-0,3

Fonte: Bacen

Elaboração: Instituto Mauro Borges

Nota: Valores atualizados pelo IPCA-IBGE

 

Tabela 2 -  Goiás - Taxa de inadimplência das operações de crédito e variação percentual em relação ao respectivo mês do ano anterior

Mês/Ano

Taxa de Inadimplência (%)

Variação em relação ao mês ano anterior (%)

Pessoas Físicas

Pessoas Jurídicas

Total

Pessoas Físicas

Pessoas Jurídicas

Total

set/16

4,04

4,33

4,15

13,5

32,8

20,6

out/16

4,09

4,46

4,22

7,6

23,9

13,4

nov/16

3,88

4,48

4,1

0,3

28,4

10,2

dez/16

3,66

4,69

4,03

-4,7

33,6

8,6

jan/17

3,7

4,72

4,06

-7,7

31,1

5,5

fev/17

3,81

5,14

4,28

-7,5

38,9

8,1

mar/17

3,69

6,33

4,61

-9,3

73,9

17,9

abr/17

3,66

6,27

4,56

-11,6

73,2

15,7

mai/17

3,62

6,08

4,46

-11,1

60,8

12,6

jun/17

3,26

5,46

4,01

-15,3

40,4

3,9

jul/17

3,4

5,49

4,11

-11,9

32,9

3,8

ago/17

3,38

5,26

4,01

-14,2

20,4

-2,2

set/17

3,35

5,36

4,03

-17,1

23,8

-2,9

Fonte: Bacen

Elaboração: Instituto Mauro Borges

 

 

Técnico Responsável:

Eduardo Santos Araújo

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.