Setor de serviços goiano recua 1,8% em Janeiro

 

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS/IBGE) em Goiás, mês de janeiro/2017, apontou recuo de 1,8%, já descontada à inflação, comparado ao mês de dezembro/2016. A taxa para Goiás foi menor que a média nacional, que ficou de 2,2%. A receita nominal, no mesmo período de comparação, caiu 0,9% no estado e 1,0% na média nacional (Tabela 1).

 

Tabela 1 - Brasil e Goiás: Variação do Volume e da Receita Nominal de Serviços – 2016 (Com Ajuste Sazonal Base: Mês anterior = 100) (%)

 

Variações Mensais (%)

Brasil

Goiás

 

Nov/16

Dez/16

Jan/17

Nov/16

Dez/16

Jan/17

Volume de Serviços

0,0

0,7

-2,2

-1,0

0,5

-1,8

Receita Nominal de Serviços

0,2

0,5

-1,0

-0,3

0,5

-0,9

Fonte: IBGE - Pesquisa Mensal de Serviços.

Elaboração: Instituto Mauro Borges/Segplan-GO/Gerência de Contas Regionais e Indicadores – 2017.

 

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior (jan17/jan16), Goiás apresentou queda de -12,5% (descontada à inflação), superior ao resultado nacional, que foi de -7,3%. Entre as unidades da Federação, Goiás apresentou a 11ª pior taxa. Nos últimos 12 meses o setor de serviços goiano acumulou queda de 9,0% em volume. No âmbito regional, as maiores variações negativas, na comparação jan17/jan16, ocorreram em Rondônia (-25,6%), Tocantins (-24,5%) e Amapá (-24,4%) (Gráfico 1).

 

 

 

Desde o início do ano de 2015, o setor de serviços goiano vem recuando nas atividades apuradas pela pesquisa, exceto na atividade de Serviços prestados às famílias, que pelo quinto mês consecutivo apresenta variação positiva, alcançando na comparação jan/17 com jan/16 a taxa de 15,3%. A maior queda em Jan/17 ocorreu no setor de Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios (-19,7%), acumulando nos últimos 12 meses -14,4%. O segmento de Atividade turística apresentou, na comparação jan/17 com jan/16, aumento de 11,8% no índice de volume do estado e acumulado nos doze meses 1,5% (Tabela 2).

 

 

 

Tabela 2: Volume de Serviços, segundo atividades (%)

Atividades

Mês /Igual Mês do Ano Anterior

Taxa de Variação (%)

Nov/16

Dez/16

Jan/17

No Ano

Acumulado 12 meses

Brasil

-4,6

-5,7

-7,2

-7,2

-5,2

Serviços prestados às famílias

-5,7

-1,5

-11,4

-11,4

-5,0

Serviços de informação e comunicação

-2,9

-6,6

-1,0

-1,0

-3,1

Serviços profissionais, administrativos e complementares

-3,6

-4,9

-15,3

-15,3

-5,9

Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

-7,9

-7,2

-5,3

-5,3

-7,6

Outros serviços

-0,2

0,6

-4,8

-4,8

-2,5

Atividades turísticas

-2,6

0,7

-12,5

-12,5

-3,7

Goiás

-11,4

-11,1

-12,5

-12,5

-9,0

Serviços prestados às famílias

5,0

13,3

15,3

15,3

3,1

Serviços de informação e comunicação

-8,9

-15,0

-12,7

-12,7

-7,5

Serviços profissionais, administrativos e complementares

0,4

-4,5

-18,6

-18,6

-10,1

Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

-24,2

-17,1

-19,7

-19,7

-14,4

Outros serviços

-10,1

1,9

-6,4

-6,4

-5,5

Atividades turísticas

-1,6

14,0

11,8

11,8

1,5

Elaboração: Instituto Mauro Borges / Segplan-GO / Gerência de Contas Regionais e Indicadores – 2017.

Fonte: IBGE – Pesquisa Mensal de Serviço.

 

Em relação à variação nominal da receita de serviços, Goiás apresentou queda em jan/2017 (-7,6%), e o indicador nacional foi de -1,9%. Em termos de atividades em Goiás, os segmentos Serviços prestados às famílias (10,7%) e Atividades turísticas (13,4%) apresentaram taxas positivas (Tabela 3).

 

Tabela 3: Receita Nominal de Serviços, segundo atividades (%)

Atividades

Mês /Igual Mês do Ano Anterior

Taxa de Variação (%)

Nov/16

Dez/16

Jan/17

No Ano

Acumulado 12 meses

Brasil

0,1

-1,4

-1,9

-1,9

-0,2

Serviços prestados às famílias

-2,6

0,7

-8,5

-8,5

0,0

Serviços de informação e comunicação

-1,1

-4,8

0,6

0,6

-0,6

Serviços profissionais, administrativos e complementares

2,5

0,4

-9,0

-9,0

0,3

Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

-1,1

-1,5

1,4

1,4

-1,1

Outros serviços

6,4

6,8

2,6

2,6

4,5

Atividades turísticas

0,2

0,9

-7,4

-7,4

-1,0

Goiás

-6,4

-6,9

-7,6

-7,6

-3,7

Serviços prestados às famílias

4,1

9,3

10,7

10,7

5,0

Serviços de informação e comunicação

-6,2

-12,5

-10,3

-10,3

-4,3

Serviços profissionais, administrativos e complementares

5,8

0,2

-13,5

-13,5

-4,4

Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio

-15,5

-10,8

-10,1

-10,1

-5,9

Outros serviços

-4,8

7,6

-0,8

-0,8

0,9

Atividades turísticas

3,3

10,2

13,4

13,4

4,1

Elaboração: Instituto Mauro Borges / Segplan-GO / Gerência de Contas Regionais e Indicadores – 2017.

Fonte: IBGE – Pesquisa Mensal de Serviço.

 

 

Nota: O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou a partir de Janeiro de 2017 a nova série da Pesquisa Mensal de Serviços, com o ano-base em 2014. Esta mudança realizou a atualização no número de informantes da pesquisa e traz a série encadeada, não gerando impacto na observação ao longo do tempo.

 

 

Equipe de Conjuntura do IMB:

Dinamar Maria Ferreira Marques

Rafael dos Reis Costa

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.