Flutuação de empregos em Goiás produz saldo de 8.617 novas vagas.

As informações disponibilizadas em maio de 2007, pelo Ministério do Trabalho e Emprego, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, apuraram um saldo de emprego para o Estado de Goiás da ordem de 8.617 postos de trabalho, resultado da diferença entre o número de admissões (43.582) e desligamentos (34.965). Este resultado apurado foi o segundo maior do ano de 2007, alcançando 1,15% de variação no  estoque de emprego  formal.

O desempenho favorável do mercado de trabalho formal neste mês deveu-se, principalmente, a fatores sazonais relacionados à cadeia produtiva do agronegócio, potencializados pelo dinamismo da economia mundial e pela trajetória de queda da taxa de juros.

Gráfico 1

Estado de Goiás: Saldo – Admitidos/Desligados – 2006/07

Fonte: MTE/Cadastro Geral de Empregados e Desempregados lei 4.923/65

Nos primeiros cinco meses do ano corrente, o estoque de empregos formais elevou-se em 41.350 (+5,77%). Nos últimos 12 meses, a variação acumulada atingiu +5,19%, ou mais 36.991 empregos formais.  Do ponto de vista setorial, a indústria de transformação continuou na liderança, seguida da atividade agropecuária (gráfico 2).

Gráfico 2

Estado de Goiás: Saldo – Admitidos/Desligados – No ano 2006/07

Fonte: MTE/Cadastro Geral de Empregados e Desempregados lei 4.923/65

 

Setores de atividades

Em termos setoriais, a expansão do emprego formal no mês de maio de 2007 foi bastante significativa nos principais setores. O setor que mais contribuiu para a formação do saldo  foi a indústria de transformação, que registrou resultado de 5.547 postos de trabalho. Em seguida veio o setor agropecuário, com 1.187 novas vagas e construção civil com 682 postos. Em contrapartida, comércio atacadista (-118), comércio e administração de imóveis (-53) apresentaram resultados negativos.

O dinamismo observado na  indústria de transformação foi provocado pelas atividades ligadas a alimentos e bebidas, quando foram criadas 4.986 novas vagas (5,80%), com destaque para os ramos de produção de álcool e fabricação e refino de açúcar, abates e preparações de carnes. Também merece destaque o setor têxtil e vestuário, com 462 vagas.

Quanto ao setor agropecuário foram criadas 1.187 novas vagas de trabalho, com variação de (1,60%) neste mês  de maio de 2007, contra um saldo negativo  (-179) no mesmo mês de 2006. A relevância do setor ocorreu, principalmente, no cultivo de cana-de-açúcar, cultivo de cereais e criação de bovinos.

O setor da construção civil, com saldo líquido de 682 postos, também merece destaque. Esse desempenho pode ser creditado a um conjunto de medidas, tais como, facilidade na compra de imóveis por meio da redução de impostos e aumento da oferta de crédito para os compradores, além da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para 13 itens de uma cesta de produtos da  construção civil.

Tabela 1

Estado de Goiás: Saldo – Admitidos/Desligados por setor de atividade econômica – 2006/07

Fonte: MTE/Cadastro Geral de Empregados e Desempregados lei 4.923/65

 

Municípios

Dos municípios goianos com mais de 30 mil habitantes, os melhores desempenhos em maio de 2007 em termos absolutos foram Goiânia, com 1.050 ocupações, Itumbiara, com 355, Inhumas com 298, Rio Verde, com 289 e Goianésia, com 254 novos postos de trabalho.  É comum neste período do ano os municípios fora da Região Metropolitana terem seu desempenho associado às atividades agroindustriais, mais especificamente, à cadeia sucroalcooleira e produção de grãos. Nesse sentido, o interior do Estado tem sido bastante beneficiado pela sazonalidade, principalmente pela produção dos derivados da cana-de açúcar.

Tabela 2

Estado de Goiás: comportamento do mercado formal de trabalho, por municípios com mais de 30 mil habitantes – 2006/07

Fonte: MTE/Cadastro Geral de Empregados e Desempregados lei 4.923/65

Equipe de Conjuntura da Seplan:

Dinamar Ferreira Marques

Eduiges Romanatto

Marcos Fernando Arriel

Maria de Fátima Mendonça Faleiro Rocha

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.