Varejo goiano cai 0,5% na comparação interanual

Na mesma base de comparação, o comércio brasileiro cresceu 2,6%. Em Goiás os segmentos de tecidos, vestuário e calçados (13,3%) e  outros artigos de uso pessoal e doméstico (8,3%) apresentaram os maiores avanços no período. O comércio varejista restrito acumulou no ano uma taxa de 0,5%.